Tag Archives: Zara

Dica de Restaurante em Veneza!

Dica de Restaurante em Veneza!

Olá, tudo bem?

A Marcela, amiga de longa data, vai casar na Toscana e depois vai aproveitar para rodar a Itália…! Ai que sorte da Má, que vai rodar o meu país favorito no planeta!

Pois bem, para ajudar a Má, eu fiz uma lista de lugares tem que ir na Itália e aproveitei o gancho para preparar alguns posts e já deixá-la de água na boca, em todos os sentidos!

O post de hoje é dedicado a uma dica de restaurante imperdível em Veneza, mas que vocês irão me matar, pois vocês acreditam que eu, uma pessoa que se diz blogueira de viagem, esqueceu de anotar o nome do tal restaurante!?

Justificando a grande falha, eu resolvi postar fotos do local onde fica o restaurante e não vai ter erro para encontrá-lo! O restaurante localiza-se às margens do Grand Canal, do outro lado do Istituto Veneto di Scienze, Lettere ed Arti e a vista é sensacional. Vamos às fotos:

O look escolhido: Vestido Zara • Bolsa Chanel • Óculos Ray Ban na Curtindo Óculos • Broche e Bolsa Chanel
Tomar um bom espumante italiano, curtindo a vista é indispensável! Ah, neste fim de semana que estávamos em Veneza, ocorreu o casamento do George Clooney e  durante o almoço, eles passaram de barco pelo canal bem devagar e todos adoraram!

Tatá…
restaurante em veneza dica(ops, qualidade ruim, pois é de celular, é só para mostrar o prato…!) Esqueci de fotografar a comida e roubei esta do facebook do Tatá! Ele de pizza e eu de caprese…! Canal refletido…

O tal Istituto, não tem como errar…! 

Quanto ao valor do restaurante, eu achei bem ok! Veneza é uma das cidades mais caras do mundo e achei que uma boa pizza, salada e vinho, tiveram preço justo, observando o local privilegiado que estávamos.

Gostaram?

bj bj

Rê Nunes

Compartilhe
Facebook Twitter Tumblr Linkedin Plusone Email

Praga Cafe no vagão de Trem – Tramvaj Praha

Praga Cafe no vagão de Trem – Tramvaj Praha

A arquitetura de Praga é uma das mais maravilhosas que já vi neste mundo!

A preocupação em cada detalhe, a conservação e o bom gosto, deixam o passeio por todos os lugares incrível.

Praga, mesmo sendo uma das cidades mais visitadas da Europa, ainda tem um preço bacana, até porque muitos passeios são gratuitos e muitas coisas incríveis são lindas de ver a céu aberto mesmo!

Um exemplo de beleza de encher os olhos é o Café Tramjav em Praga. Um Café dentro de um bonde super lindo, que nos faz viajar ao passado:

Meu look: Jaqueta Zara e Saia Zara, Cachecol Burberry, Tênis Osklen. Look Mãe: Calça, blusa e tênis Osklen, Jaqueta Le Lis Blanc. 

Amei o resultado desta foto! 
O efeito do sol batendo…Detalhes da grafia de Praha.Sinalização!

Gostaram das fotos?

Em breve montarei o post com a lista de lugares em que ir na cidade.

Sobre as fotos, foram feitas com a Nikon D7200 (estou apaixonada pela câmera, recomendo!) e apliquei efeitos e recortes no Photoshop (ainda uso o CS5).

bj bj bj

Rê Nunes

Compartilhe
Facebook Twitter Tumblr Linkedin Plusone Email

Ponte Vecchio – Firenze

Ponte Vecchio – Firenze

08 de agosto de 2015


Mais um post sobre ponte, mas desta vez falarei sobre Firenze ou Florença, na Itália!

Uma das paisagens mais lindas em Firenze é a vista da Ponte Vecchio, sobre o Rio Arno. É delicioso caminhar às margens do rio, tanto durante a noite, quanto durante o dia. Quando o rio está bem parado, a Ponte Vecchio reletida nas águas, parece uma pintura.

A Ponte Vecchio é muito conhecida por ter várias lojas em sua extensão, recheadas de jóias e bijoux super sofisticadas.

Dizem que a ponte foi construída na Roma Antiga e era feita de madeira. Foi construída por volta de 1300 e reconstruída em 1345. Durante a Segunda Guerra a ponte foi tragicamente danificada.

Um dos looks que usei no verão em Firenze:


Como em todas as cidades, eu recomendo usar tênis  para “bater perna” em Firenze!
O look:  Regata e Saia antiguinhas Star Assim | Tênis Converse | Jaqueta Zara | Bolsa Chanel

A Ponte Vecchio vista das Margens do Rio:

IMG_3269.JPG

Esta foto eu tirei da Ponte Vecchio, esta é a vista da ponte:

IMG_3270.JPG

Firenze é sensacional…!

bj bj e ótimo fim de semana.

Rê Nunes

Compartilhe
Facebook Twitter Tumblr Linkedin Plusone Email

East Side Gallery – Dica de Berlim

East Side Gallery – Dica de Berlim

topo east side gallery

Olá!

Hoje resolvi mudar toda a ordem dos posts (sorry quem pediu dicas de Budapeste, mas foi mais forte que eu!). Depois de um dia super chato, no qual eu bati o carro e fiquei super triste, resolvi fazer terapia com minhas fotos (amo ficar separando fotos para imprimir, tratar, postar no grupo das amigas viajantes e tals…!) e acabei morrendo de vontade de publicar sobre a East Side Gallery!

Bem, a East Side Gallery é um pedaço do Muro de Berlim, do lado Oriental, que após a queda, foi pintado por artistas do mundo inteiro, incluindo 2 brasileiros incríveis. Sabe aquele lugar que, por mais clichê que seja, TEM QUE SER VISITADO?! Pois bem, a East Side Gallery é isso aí…! E eu aposto que todos que vão até lá, amam!

O que há de mais legal neste pedaço mantido do muro, é que podemos ver o que artistas tinham para falar naquela época! Analisar muitas das imagens ali pintadas é como viajar no tempo…!

Gente, quem tem minha idade ou mais, recorda-se desta história relativamente recente e maluca, na qual um muro dividia uma das cidades mais importantes do mundo em duas partes, certo?! Eu me recordo do exato momento em que Bial entrava ao vivo para mostrar a queda do muro, vocês não?! Mesmo criança, eu fiquei impressionada com aquilo e passei a estudar para entender como tudo isso podia acontecer! Pois bem, após tanto tempo, pude conhecer de perto a cidade do Muro, sentindo emoções incríveis que contarei por aqui!

Voltando, a East Side Gallery surgiu em fevereiro de 1990, menos de 4 meses depois da queda do Muro e teve um valor simbólico fortíssimo! Imagine, depois de tanta repressão, artistas da época aproveitaram-se de parte do muro, que causou tanto sofrimento, para expressar sentimos em forma de arte.

Agora, as fotos que fiz ou participei por lá, vale observar e refletir:

murodeberlim

muro de berlinEu e minha mãe, encontrando a primeira arte feita por um brasileiro! berlinblogAmo a força simbolica desta pintura!

berlin wallOutra arte belíssima e cheia de conteúdo de um brasileiro…!

berlin oriental tipsO beijo Fraterno, do russo Dmitri Vrubel. Nesta arte, o líder soviético Brejnev beija homólogo alemão oriental Honecker. 

O artista tinha 29 anos ao pintar esta obra, que virou o maior símbolo da queda do muro. Segundo o artista, o tema pintado foi escolhido, mais para expressar um sentimento amoroso que estava vivendo, do que o momento histórico! Vejam só:

“Fomos até ao muro, havia uma pequena cabana com tintas. Estava lá uma rapariga escocesa que me propôs um contrato. Ainda havia guardas da RDA no muro. Não me deixaram atravessar a fronteira. Mas mais tarde quando comecei a desenhar, deram-me água para as tintas”, contou Dmitry Vrubel.

Vrubel não leu o contrato e começou a pintar sua arte. Somente depois da arte feita, percebeu que havia cedido direitos à galeria.

“Um dia pela manhã, eu ainda estava na cama e o meu amigo Alexander Bradovsky chegou e mostrou-me dois jornais. O Berliner Zeitung e o Neues Deutschland, o jornal dos comunistas alemães. O título era “Beijo Fraterno”. Foi assim que eles deram o nome à pintura” recordou o artista.

O momento era tão maluco, que o artista disse que tratou-se de uma imensa confusão! Segundo o mesmo, os jornais interpretaram o desenho à luz dos acontecimentos políticos, mas não era essa sua intenção. O verdadeiro nome da obra é “Deus, ajuda-me a sobreviver a este amor mortal”. Uma referência à paixão não correspondida vivida pelo autor.

“A frase tinha a ver com uma experiência pessoal, com a minha relação com duas mulheres, é uma obra dedicada ao amor, à imagem do amor. Todos nós podemos viver diferentes situações no quotidiano em que nos sentimos presos nos lábios deste tipo de monstro. Naquela altura, era uma imagem das minhas dificuldades pessoais” explicou o artista.

Dmitri Vrubel tornou-se uma celebridade, mas não fez dinheiro com a pintura. Em 2006, refez a obra e doou os três mil euros de remuneração a uma associação.

Em continuidade seguem outras artes super tops:

east side gallery berlimAs raves surgiram por lá, esta imagem retrata muito bem tudo isso!
dicadeberlimAdolescentes visitando o muro e interpretando as artes…
dica muro de berlimEsta é de arrepiar…
berlinwallgaleria muro de berlimberlintips
dica de viagem berlim orientaldica de berlim orientalmuro de berlim dicasmurodeberlimdicasAo contrário do que imaginamos, o muro em si era relativamente fino, conforme podemos perceber na imagem! Ao lado direito a antes temida Berlim Oriental, já, ao lado esquerdo, Berlim Ocidental, que já tinha o muro pintado…! dica de viagem berlimO lado Ocidental da East Side Gallery
o que fazer em berlimUma das coisas mais emocionantes, andar pelo muro…

east side gallery

berlimorientaldicas

Do outro lado da rua, do lado oriental, uma caixa d’agua que foi mantida e também serviu como tela…

Gostaram?

Para chegar na East Side Gallery não tem erro:

Endereço: Mühlenstraße 1 – Friedrichshain, 10243 Berlim

Como Chegar:
S-Bahn: Linhas S5, S7, S75, estação Warschauer Str.
U-Bahn: Linha U1, estação Warschauer Str.

Eu aconselho o METRÔ: Warschauer Strasse. É só seguir pela rua de mesmo nome até ver a Oberbaumbrücke, ponte de tijolos vermelhos com duas torres tipo de castelo. A East Side Gallery começa logo ali e segue para a direita. Você pode ir de bike ou fazer uma boa caminhada. Destaco que são mais de 1 quilômetro de arte e história, da boa, pela frente!

Preço: Grátis

Sobre os souvenirs, eu assumo que comprei! É obvio que sei que aqueles pedaços de muro vendidos por alí são fakes, mas não resisti e arrematei um pedaço com a pintura do beijo! Tá na minha geladeira cumprindo seu papel…

E aí, gostaram?! Esta história tão próxima é sensacional, não é?!

bj bj e em breve muitos posts sobre esta cidade que eu moraria fácil: Berlim!

Rê Nunes

Compartilhe
Facebook Twitter Tumblr Linkedin Plusone Email

O que fazer em Ouro Preto? Visitar Igrejas, sim!

O que fazer em Ouro Preto? Visitar Igrejas, sim!

Olá!

Eu sou apaixonada por arte, seja ela qual for e de qualquer época ou lugar do mundo.

Estou cotando isso pois, quando comecei a estudar História da Arte, percebi que conhecia (relativamente) bastante coisa sobre a arte fora do Brasil, mas deixava muito a desejar quando o assunto era nosso país! Sensações superadas, após bastante estudo e muita leitura, hoje já sinto-me mais completa, pois minha bagagem de conhecimento aumentou bastante.

Não satisfeita em estudar História da Arte no mundo, acabei resolvendo cursar também História da Arte no Brasil e agora estou imersa neste mundo maravilhoso e artístico que nosso passado tem para oferecer!

Bem, com todo este interesse na arte do nosso país, o primeiro destino nesta minha fase de estudo, tinha que ser Minas Gerais! Minas é um Estado mágico, artístico em todos os sentidos. E as cidades escolhidas foram: Ouro Preto, Mariana e Brumadinho (por conta de Inhotim!).

Sobre Ouro Preto, já passei algumas dicas aqui no blog (link no fim do post) e hoje venho falar sobre um passeio que faz bastante gente torcer o nariz, mas, que garanto, é muito legal: Visitar as Igrejas de Ouro Preto para conhecer a história e a arte que lá estão mantidas.

No que se refere ao passeio pelas Igrejas de Ouro Preto, nós não queríamos errar e queríamos conhecer a história de cada Igreja, por isso fechamos um pacote no Hotel mesmo com uma guia e um motorista que nos levaram para um passeio histórico e artístico riquíssimo, com muita informação.

Nosso guia, o Vavá, é um cara fera, quem tiver oportunidade de contrato-lo, faça!

O nosso tour pelas Igrejas da cidade foi longo, mas eu reservei 2 que mais amei para postar aqui. Ah, preciso destacar que não pudemos fotografar dentro das Igrejas, então, infelizmente, não poderei mostrar tudo o que gostaria sobre Aleijadinho, mas o google é logo ali e tem muita coisa legal, pesquise!

As Igrejas que selecionei para o blog são: Igreja de São Francisco de Assis e Igreja de Santa Ifigênia.

A Igreja de São Francisco de Assis teve suas obras iniciadas em 1766 e foi finalizada em 1810. A história desta igreja é incrível e vou resumir um pouquinho, relatando o que escutei por lá: Antonio Francisco Lisboa, nosso Aleijadinho, era filho de um Arquiteto Português com uma escrava. Aleijadinho era um artista nato e projetou esta Igreja, que tem vários detalhes sensacionais. Ao ser apresentado, o projeto foi vetado, visto que Aleijadinho não tinha “fama”. Para conseguir tal aceitação, o pai de Aleijadinho assumiu a autoria e teve o projeto autorizado. A Igreja então foi construída, numa arquitetura magnífica!

Ah, a Igreja foi pintada por Manuel da Costa Ataíde, o Mestre Ataíde, um dos artistas brasileiros mais encantadores! Sou louca pelas cores e suavidade que ele pintava. Esta é considerada a igreja mais rebuscada dentre todas as outras igrejas da época.

A Igreja de Francisco de Assis é Barroca, mas com muitos elementos Rococós, mistura que pode ser explicada pelo tempo que demorou para a Igreja ser concluída. A fase Barroca objetivava exatamente trazer os fiéis para a Igreja, por isso tanta beleza e um outro tanto de exagero.

Agora as fotos da Igreja:

blog ouro pretoEsta aí é a tal Igreja de São Francisco de Assis. Em sua arquitetura tem vários detalhes que parecem remeter a detalhes de instrumentos de guerra.

DCIM102GOPROMuitos detalhes em pedra sabão. Aí sou eu recebendo do guia Vavá uma aula de história.

dicas de ouro pretoExiste todo um jogo de movimentação das paredes e cúpulas da igreja, que conforme nos aproximamos da construção ou nos afastamos, parece que o prédio muda totalmente,  é bem interessante! Repare nos batentes da porta que são curvados na lateral, parecem até meio que “derretidos” e ajudam nesta “ilusão de ótica” projetada por Aleijadinho.

o que fazer em Ouro PretoOs detalhes arquitetônicos nas torres e decoração que disseram ser uma coisa meio bélica.

 

cidades históricas dicas O trabalhado em pedra sabão é incrível. Os anjos do Rococó, lindos de se ver.aleijadinho arteSão Francisco lindo demais. Obra de Aleijadinho.

Dentro da Igreja de São Francisco há muita arte esculpida em madeira e peças folheadas em ouro, daquela época do ciclo do ouro no Brasil. As pinturas no interior da igreja seguem o estilo Rococó, com as cores branco e dourado. Diferentemente da arte européia, no Brasil não havia mármore e os artistas de viravam, testando materiais e descobrindo maneiras incríveis de pintar a madeira.

Quem entrar na Igreja, recomendo observar com carinho a pintura feita por Mestre Ataíde no teto, é surreal de linda.

Este tipo de Igreja, na minha opinião, deve ser vista como uma obra de arte, um museu, indiferente da religião que você siga! Tudo isso é muito rico, no sentido cultural.

A outra Igreja que separei para postar aqui é a de Santa Ifigênia ou a Igreja de Nossa Sehora do Rosário dos Pretos, que tem uma história bem interessante. Esta Igreja demorou 60 anos para ser construída, de 1730 a 1790, na época em que o Brasil era colonizado pelos Portugueses e ainda havia escravatura. Esta Igreja foi construída pelos escravos para os escravos. Dizem que eles construíam a Igreja no período noturno, pois durante o dia tinha quem trabalhar. Por dentro desta Igreja tem bastante ouro e contaram-nos que os escravos o pegavam da mina de Chico Rei, enrolando no meio do cabelo para ninguém perceber e depois criavam a arte com o tal ouro.

A Igreja de Santa Ifigênia passou 6 anos fechada para restauração e agora está impecável para receber visitas:

dica de viagem blog ouro pretoEu e Ele…

 

dicas de viagem cidades históricasTão linda a escada de pedra muito desgastada…

DCIM102GOPROAmo esta arquitetura neocolonial.

DCIM102GOPROOk, não podia fotografar, mas não resistimos à fazer uns cliques com a gopro, sem fazer mal nenhuma a ninguém. Eu fiquei tão encantada que precisava trazer uma imagem desta para meu acervo!
Quanto ao altar no fundo, é do Mestre Aleijadinho e os detalhes são incríveis. A pintura no interior é de Manuel Rabelo de Souza e apresenta um papa negro.

DCIM102GOPROOs detalhes da igreja são sensacionais, recomendo a visita!

Sabe que quando comecei a estudar história da arte no Brasil, fiquei chocada ao saber que toda esta arte presente em Ouro Preto e região, nunca foi reconhecida como arte internacionalmente falando! Apenas com a chegada das missões estrangeiras que começaram a reconhecer uma arte criada no Brasil. Claro que acho isso um absurdo, pois se tudo isso não é arte, eu já não sei o que mais é!

E então, gostaram? Curtem este tipo de viagem?

O look: macacão Zara (Madrid) | Regatinha e Tênis Osklen | Óculos Ray Ban | Bolsa Balenciaga

bj bj bj e visitem Ouro Preto.

* Para mais dicas da cidade, clique aqui! 

Compartilhe
Facebook Twitter Tumblr Linkedin Plusone Email